Antes e depois…

Antes e depois… Uns chamam-lhe intervalo de tempo, outros evolução. Para mim, é apenas uma reflexão sobre aquilo que fomos, somos e queremos continuar a ser.
E esta reflexão fugaz leva-nos a contemplar a dualidade da zona de conforto. O que poderemos ganhar, se estivermos sempre a fugir, passando nos mesmos pontos de uma viagem feita, afinal, numa terra redonda?
Não será o conforto de não ir mais desconfortável do que os “se” e o “mas” que se fundiram no “ir”?

Sair da nossa zona de conforto é sempre um desafio, mas a verdade é que são os desafios que acendem o brilho no olhar. E “com um brilhozinho nos olhos”, com diz a canção, abrimos o coração para soltar, deixar para trás certezas e dissolver resistências a tudo o que é novo, diferente, e que desafia a humanidade a pisar terrenos desconhecidos para avançar.

Para avançar é preciso arriscar, um ato de audácia, mas a única forma de nos conhecermos. Nas diversas perspetivas de uma terra redonda

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s