O sabor da memória…

Somos guardiões de memórias

que insistentemente nos trazem à memória

o silêncio,

um pequeno intervalo para nos procurarmos.

E talvez seja por isso

que guardamos religiosamente numa arca,

numa gaveta,

numa caixa,

memórias que são o alento

para prosseguir na nossa própria

história.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s