A teu Lado

Preenchi instantes com dúvidas. Incertezas de persistência; indecisões de sobrevivência e interrogações supérfluas. No entanto, as explicações surgiram no meu pulso… Recheei instantes com hábitos. Rituais estabelecidos; práticas assimiladas e normas obrigatórias. Contudo, a primeira regra foi sempre sentir o meu pulso… Misturei instantes com o não. Negatividades de objetivos; rejeições de incentivos e negações de partilhas. Porém, a positividade […]

Ler Mais

Do ódio ao Amor

Acredito que não exista um significado concreto para os sentimentos. Existe sim, um conceito para as palavras que os constroem. Porém, se descobríssemos que do ódio é possível erguer o Amor, mudaríamos; transformaríamos ou conservaríamos as suas definições atuais?! Pegando na palavra Confiança e remexendo na dimensão da Doença admito que, a frontalidade da sua linguagem e a solidez da sua expressão motivou que […]

Ler Mais

A Estrada

Percebi, quando aceitei o tratamento, que não ficaria agarrada à conotação negativa do Cancro ou que temeria olhares e palpites de Pessoas ignorantes. Sempre soube, que seria uma longa e dura caminhada, onde sem datas marcadas ou horários estipulados eu chegaria. E, hoje finalmente Cheguei. Aterrei com o coração inquietante e as lágrimas reprimidas. No entanto, […]

Ler Mais

Fragmentos de um OVO

Lembro-me como se fosse hoje… O Rodrigo afirmava que eras só um Caroço. Os Médicos retratavam-te como uma adenopatia submandibular direita de crescimento rápido. E, eu… Eu, apelidava-te de Ovo… Durante dias questionei a tua origem; visualizei o teu crescimento; toquei-te; apalpei-te e não havia sinais de Dor. Quebrei-te, expulsei-te e finalmente fizeste com que te […]

Ler Mais

O Presságio

São 10h00 da manhã. É sexta-feira e é, também, Dia de Consulta. Entre cumprimentos, questões e senhas divido-me entre a colheita, a expetativa e os afetos. O meu nome, o meu linfoma e a minha veia são já bem conhecidos de todos. Mas hoje, o que realmente importa é saber se o corpo está a […]

Ler Mais

Sem Ti #1

Aos 25 anos acreditamos que a vida é inesgotável, que somos imortais e que doenças, privações ou finais são patologias lá para os 100. No entanto, existe um destino, uma missão ou até uma partida que baralham o certo ou o expectável. Hoje, faz um mês que estou sem quimioterapia. Livrei-me das toxicidades, das máquinas e do […]

Ler Mais