Os Bicos do Vizinho

Localizado no inesperado, composto por alguns elementos, ateado por um especialista e difundido pela utilidade. É imperativo uma visita porém, se forem detetadas imperfeições o processo será mais demorado…

Acendi o fósforo, pressionei o botão e nada. Repeti a ação e, novamente nada aconteceu. Desloquei-me ao esquentador e também nada. Os fósforos começaram a ser substituídos pelo pânico e por uma imensidão de constrangimentos que me esperariam nos próximos dias. Porra, estamos sem gás!

As chamas não despontaram, mas a divagação sim. A verdade é que quando uma ação não suscita a reação desejada somos incendiados pela importância das coisas, mesmo que sejam coisas diminutas. A privação ocasiona a reflexão!

Alguma vez, avaliaram como seria o nosso quotidiano sem água, luz ou gás?! Alguma vez, ponderaram a vossa lista de prioridades: será a família, o dinheiro, o trabalho ou a saúde que estará em primeiro lugar?! Alguma vez, consideraram a quem recorreriam se sofressem a supressão de um bem essencial?! Pois bem, eu também não… até que sofri a falta de algo que não estava definitivamente em primeiro lugar: a minha saúde!

As 5 letras estavam firmes, julgava eu. Nunca fui hipocondríaca, tinha algumas amigdalites ou crises de sinusite e realizava os indispensáveis check-ups com regularidade. Basicamente, tinha a saúde inspeccionada. Mas será que temos, realmente, alguma coisa controlada?!

Tal como aconteceu com o gás, a saúde também não passou na inspeção. O relatório confirmava uma irregularidade. No primeiro caso, a mangueira estava fora de validade e nenhum de nós reparou pela ausência de conhecimento e porque se dá chama e não cheira é porque está tudo bem. No segundo caso, não havia sintomas estranhos e não havia suposições sobre a possibilidade de tal ocorrência. No entanto, em ambos os casos a privação desencadeou diversos incêndios apagados com o recurso a outra mangueira e com o remédio para cura. Porque o Cancro é uma doença que tem cura. Sim, exige um processo longo em que a aprovação nem sempre é imediata e em que a reparação é penosa ligando variadas sensações a múltiplas emoções.

Durante 5 dias aprendi a respeitar o Gás, a entender que a sua inexistência impossibilita o ato de cozinhar, de tomar banho, de lavar a louça, entre outras rotinas involuntárias. No entanto, a impossibilidade acendeu a possibilidade. E como? Através das pessoas que temos ao nosso lado para reparar, para restaurar e até para remendar.

gas

Anúncios

Publicado por

O Blog Dia de Mudança relata o caminho de uma jovem de 25 anos desde o momento em que descobre que tem um Linfoma de Burkitt até à atualidade, onde demonstra como o corpo e a mente recuperam após meses de tratamentos.

One thought on “Os Bicos do Vizinho

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s